quarta-feira, 9 de março de 2011

Mudança de comportamento.


Aqui estou eu sozinha com o tempo. Hehe, não. Dessa vez o post não vai ser depressivo não. Eu não estou triste sabe. Pela primeira vez em um longo tempo posso estufar o peito e dizer: EU NÃO ESTOU TRISTE.

Isso é bom demais, saber lidar com as coisas (não todas, lógico), não se deixar levar pela onda de baixo astral.
O negócio é cagar o máximo possível pras pessoas. Quanto mais você caga pra elas, mais você vai levar sua vida numa boa. Cagar tem sido uma saída e tanto pra mim. Até tenho ânimo pra sair pra ir até a faculdade. É algo do tipo: we!
Espero realmente poder mudar de comportamento, não completamente, mas nos quesitos necessários pra me fazer sentir bem comigo mesma e com as pessoas que eu gosto. Agora só falta eu conseguir lidar com a minha aparência. E lá vamos nós, procurando a auto-estima onde quer que ela tenha caído pelo caminho.
Here we go again motherfuckers!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Eu não sei mais se eu sei ficar triste. Eu olho pra um lado e para o outro e percebo que eu só estou tentando ignorar. Caçando coisa mais importante para me preocupar. 

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Love you so much, it makes me sick.

Olha você de novo nos meus pensamentos. Toda vez que as borboletas entram no meu estômago e ficam lá fazendo festa, pode acreditar que o culpado é você. Não que o culpado seja realmente você, na verdade a culpa é toda minha. Eu que sempre fico idealizando um romance de mangá shoujo, que fico pensando que você vai me mandar flores, me acordar com um beijo ou apenas me mandar um sms de madrugada dizendo que me ama. Mesmo te conhecendo, mesmo gostando de você como você é, eu não consigo deixar de sonhar. Porque não consigo aceitar que você não vai me tratar como a princesa que dizia que eu era, justamente porque pra mim você é o ser mais perfeito do universo. 
Tá. a gente sabe que ninguém é perfeito, mas não interessa, porque no meu mundo nada pode estragar isso. A não ser quando eu encuco que você não gosta de mim. Pra mim parece bem fácil que isso aconteça, e mesmo que eu faça tudo por você, seja uma namorada quase perfeita, te dê tudo que você pede, que todo dia te ama mais, pra mim tudo isso parece ser insuficiente pra te conquistar. Como se eu fosse uma mera mortal tentando tomar o coração de um rei élfico, poderoso, belo e terrível. Porque você é terrível e belo, e é gracioso, e quando está perto faz meu coração aquecer. Mas quando está longe, me congela completamente. Cada passo que você dá é perigoso pra mim, cada atitude sua pode mudar completamente me rumo, me tirar dele. 
Eu tenho medo de você, mas não de você, tenho medo de te perder, de te machucar, mesmo sabendo que você parece ser uma muralha inteira feita de gelo. Outra vez eu digo: belo e terrível.
A verdade é que você é tudo que eu queria ter, tudo que eu queria ser. Eu invejo você com seu controle sobre tudo e sobre mim. Mas minha inveja não é ruim, porque eu não tiraria nada de você, porque você é tão valioso pra mim, você é tudo que eu amo dessa forma diferente, é tudo que eu sempre amei.
Nunca pensei em te encontrar, e nunca pensei em ser diferente do que você queria que eu fosse, mas eu não sei ser outra pessoa que não eu. Não consigo viver sem cuidar de você, e me preocupar com você e querer você mais e mais pra mim. Sempre te quero mais, e só pra mim.
E isso me deixa doente. 
E eu sei que você odeia meu jeito de te amar, porque eu não sei me controlar. Mas eu gostaria tanto tanto que você me amasse descontroladamente.
Eu querer significa eu me machucar, e o peito dói. As lágrimas caem.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

2011 coisas esquecidas...

Olá! E eu havia esquecido de você outra vez não é, meu querido confidente especial e cool. Me desculpe :( Foram mais de 4 meses de empoeiramento, pobrezinho de você. Ou de mim... Ou de nós dois.
E tantas coisas aconteceram nesse tempo, tantas e tão poucas. Fico descontente em ter qule informar que eu me fodi bem legal na faculdade no ano passado. Vou ter que refazer muitas coisas e isso vai acabar me atrasando. Nem sei por onde começar.
As matrículas pra nós, veteranos, são nos dias 21 e 22, se não me engano. Ainda tem chão até lá, mas quero ir um pouco antes pra poder organizar minha vida. Essa coisa toda de veterano está me envergonhando. Saber que vou ter que estudar com os calouros com a shame de ter reprovado na minha cara, mas ok. Quero mais é que o cu deles pegue fogo. A não ser que tenha algum calouro(a) legal que queira ser meu colega sem me zoar o dia todo. ADORARIA isso, se não vou acabar indo com uma metralhadora na faculdade e matando todo mundo. ♥
E no fim eu só falei da faculdade, né? Bem, eu estou em Murtinho passando as férias com mamãe. Tá calor pra caralho aqui, e a Anna Júlia já vai fazer 3 anos *-* E eu achando que meu namoro estava numa fase ruim, mas está muito bem na verdade, tão lindo.
Ênio baixou kgs de Arctic Monkeys no meu computador e agora estou curtindo bastante, olha meu lado indie! Estou meio ansiosa pra voltar mas ao mesmo tempo não quero ir pra casa. Que coisa, não? 
Ah, eu alisei meu cabelo cara. :O Só pra mudar um pouco, estava enjoada. Mas logo os cachinhos voltam. Meus lindos.
Acho que as coisas vão melhorar daqui pra frente.
Eu espero.